Últimas Noticias

domingo, 8 de setembro de 2019

A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL


A 1° GUERRA MUNDIAL


A Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918) foi o resultado de atritos oriundos do imperialismo e do nacionalismo agressivo das grandes potencias Europeias.

Grandes acontecimentos marcaram o século XX, como a invenção do computador, a chegada do homem a lua e o desenvolvimento de técnicas que permitem a reprodução de animais em laboratórios e processos de clonagem.

Entretanto algum desses acontecimentos provoca sérias preocupações quanto ao futuro da humanidade. Nas últimas décadas, os seres humanos produziram armamentos capazes de destruir o mundo em poucos minutos. No século XX ocorreram também, pela primeira vez na historia, conflitos que envolveram ao mesmo tempo países de quase todos os lugares do mundo, sendo o primeiro denominado: A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL.



Durante a primeira metade do século XIX, França e Inglaterra eram os países de maior poder econômico e político da Europa, já industrializados, eles dominavam extensas áreas coloniais, principalmente na África e na Ásia.

Esse cenário começou a mudar com a unificação da Itália e, sobretudo, da Alemanha, já na segunda metade do século XIX, pois esses países passaram a disputar maior espaço no cenário internacional. A Alemanha, por exemplo, pretendia participar da partilha colonial, mas a maior parte da África já havia sido ocupada pelos principais países da Europa ocidental e com isto no inicio do século XX surgem várias divergências e rivalidades entre os países europeus oque gera uma tensão constante no continente.

Devido a esse clima crescente de rivalidade, as potencias europeias procuram grupos por meio de acordos econômicos, políticos e militares e assim foram formadas a Tríplice Aliança que continha Alemanha, Império Austro-Húngaro e Itália sendo criada em 1882 por articulações de Otto Von Bismark, líder da unificação alemã e do outro lado estava a Tríplice Entente formada em 1907 e composta por Rússia, Reino Unido e França.

O Estopim da guerra:

Em 28 de junho de 1914, o Herdeiro do trono austro-húngaro, o arquiduque Francisco Ferdinando foi assassinado em Saravejo quando desfilava com sua esposa em carro aberto pelas ruas da cidade. O assassino foi um estudante bósnio favorável a unidade dos povos de origem eslava e contrário ao domínio austro-húngaro.

Em represália ao assassinato um mês mais tarde as tropas austro-húngaras invadiram a Sérvia. Por causa dos acordos militares e da rivalidade, diversos países europeus se mobilizaram para reagir a ação do exercito austro-húngaro e assim tiveram vários eventos que levariam a guerra total:

29 de Julho – Rússia, aliada da Sérvia, mobilizou seu exercito para guerra.
1 de Agosto – Alemanha declarou guerra contra a Rússia.
3 de Agosto – Alemanha declarou guerra contra a França.
4 de Agosto – Alemanha invadiu a Bélgica (neutra na guerra), para atacar a França. A Inglaterra então declara guerra contra a Alemanha.
5 de Agosto – Império austro-húngaro declara guerra contra a Rússia.

O conflito então rapidamente toma proporções   mundiais. Grande parte dos países europeus, suas colônias e países sob sua influencia, alem de países interessados em ampliar sua participação no cenário internacional, como os Estados Unidos,  se envolveram no conflito Japão e Romênia aliando se aos países da tríplice entente , Turquia e Bulgária no lado dos impérios centrais.

1° Guerra  mundial dividida em 3 momentos:

1° - Em 1914, caracterizou-se pela movimentação de exércitos e pela ocorrência de grandes batalhas. Vitórias e derrotas de ambos os lados garantiram o equilíbrio das forças.

2° - Entre 1915 e 1916, o território foi disputando palmo a palmo em batalhas longas e sangrentas, episódio que ficou conhecido como guerra das trincheiras, em 23 de maio de 1915 , a Itália que até então estava neutra mesmo participando da tríplice aliança, rompeu relações com a Alemanha e entrou na guerra ao lado de França e Inglaterra fortalecendo assim a Entente.


3° -  Momento final entre 1917 e 1918, foi marcado por 2 acontecimentos:

·        * Na Rússia uma revolução burguesa derrubou Czar Nicolau ||, o novo governo então negociou com a Alemanha e assinou um tratado pondo fim a guerra entre os dois países.

·            * A entrada dos EUA na guerra do lado da Entente.

Com a entrada dos Estados Unidos os países da Entente conseguiram romper o imobilismo da guerra no final de 1918 o império austro-húngaro e a Alemanha estavam derrotados sendo que em 11 de novembro, representantes da Alemanha assinavam o cessar – fogo em compiégne na França. Aceitando assim as condições estabelecidas pelos países vitoriosos.

Tratado de Versalhes:

Pós a rendição, o governo da Alemanha foi obrigado a aceitar uma série de penalidades impostas pelas nações vitoriosas, Essas penalidades estavam contidas no tratado de Versalhes.
Neste tratado a Alemanha foi responsabilizada pela guerra e obrigada a respeitar as seguintes penas:

·       * Ceder parte do seu território á França (Alsácia e Lorena), á Bélgica, Polônia e Dinamarca; suas colônias foram dividas entre Inglaterra, Japão, Austrália, França, Bélgica e Nova Zelândia.
·         Entregar material bélico e de transporte aos países vencedores.
·       * Ceder a região do Sarre, rica em minas de carvão , á França por quinze anos.
·       *  Pagar indenização aos vencedores.
·       * Proibida de rearmar-se.

Liga das Nações:

Durante as reuniões para elaboração do tratado de Versalhes  foi criada a Liga das Nações. Seu principal objetivo era garantir a paz mundial. Com sede em Genebra - Suíça, a organização excluiu a Rússia e a Alemanha da sua formação, porem aos longos dos anos seguintes, a liga iria se mostrar pouco eficiente na tentativa de manter a paz mundial.

Obs. A Organização das Nações Unidas (ONU) foi criada apenas em 1946, só após a segunda guerra mundial.

Pós Guerra:

Calcula se em 9 milhões o numero de mortos e mais de 30 milhões de feridos ao final da 1° Guerra Mundial.
Os países estavam devastados e o nacionalismo agressivo e o imperialismo que provocaram a guerra continuavam latentes. Para piorar uma grave crise econômica ameaçava a estabilidade de diversos países.

Participação do Brasil na 1° Guerra Mundial: 

o Brasil não enviou soldados para os campos de batalha na Europa. Desta forma, nenhum militar brasileiro foi morto durante o conflito armado mundial, porem antes de 1 de Junho de 1917, data que marca a entrada do Brasil na Guerra dois navios de cargas brasileiros foram naufragados, causando assim dezenas de mortes.


O Brasil participou enviando medicamentos e equipes de assistência médica para ajudar os feridos da Tríplice Entente (Reino Unido, França, Rússia e Estados Unidos). Também participou realizando missões de patrulhamento no Oceano Atlântico, utilizando embarcações militares. 


Filmes Baseados na 1° Gurra Mundial: 
O último Batalhão (Clique aqui para assistir): O último batalhão é uma história verídica baseada no ano de 1917 durante a 1ª Guerra Mundial onde os americanos na sua maioria composta de imigrantes irlandeses, italianos, poloneses, todos de Nova York, liderados pelo major Charles Whittlessey, um civil convocado para a guerra (Saiba Mais).

Bibliografia:
História e Vida – Piletti Nelson e Pillete ClaudinoSão Paulo 2005.
Sua Pesquisa  - www.suapesquisa.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário